Gradiente-PNG-Peq-Header

Entenda o que é ressonância magnética

A ressonância magnética é um tipo de exame muito conhecido por sua alta precisão e qualidade no detalhamento das imagens do corpo humano. Detecta várias doenças em todas as partes do corpo humano como articulações, vasos sanguíneos, tórax, crânio, região cervical, medula espinhal, coração e abdome.

Por ser considerado um exame capaz de entregar imagens detalhadas dos tecidos, ele é indicado para identificar problemas como:

  • Rastreamento de câncer, tumores, cistos e anomalias.
  • Identificação de lesões e anormalidades nos ombros, joelhos, coluna e articulações.
  • Diagnóstico de doenças neurológicas.
  • Identificação de doenças na medula espinhal.
  • Diagnóstico de doenças cardíacas, do fígado, pâncreas e órgãos abdominais.
  • Avaliação para identificar endometriose e miomas em mulheres.
  • Para observar alterações como coágulos ou aneurismas nos vasos sanguíneos.

 

Tipos de ressonância magnética

Ressonância magnética com contraste

Em alguns casos, é necessária a aplicação de contraste via endovenosa. O uso de contraste possibilita a visualização mais clara das estruturas vasculares (artéria e veias) e os tecidos por ela irrigados, aumentando a sensibilidade do exame na detecção de doenças. 

O contraste utilizado é composto de gadolínio, não fornecendo perigo à saúde e sendo muito raras as reações adversas e alérgicas. 

 

Ressonância magnética do joelho e articulações

É o tipo ideal de ressonância para avaliar o interior da articulação, tendões, ossos e ligamentos. 

O exame permite analisar a saúde da articulação do joelho, a patela, o fêmur, a tíbia e a fíbula, que são os responsáveis por executarmos movimentos. 

 

Ressonância magnética do crânio

A ressonância magnética do crânio é capaz de fornecer muitas informações sobre o sistema nervoso central.

  • Malformações cerebrais; 
  • Tumores benignos e malignos; 
  • Esclerose Múltipla; 
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC); 
  • Epilepsia; 
  • Neurofibromatose; 
  • Doença de Alzheimer; 
  • Doença de Parkinson; 
  • Malformações cerebrais; 
  • Meningite (inflamação das meninges); 
  • Otites (inflamações do ouvido);

 

Ressonância magnética de campo aberto

Esse tipo de ressonância é realizado em uma máquina com as extremidades abertas. Com ela é possível avaliar as seguintes partes do corpo humano:  

  • Coluna dorsal; 
  • Coluna lombar; 
  • Coluna cervical; 
  • Crânio; 
  • Bacia; 
  • Pé; 
  • Joelho; 
  • Cotovelo; 
  • Mão; 
  • Punho; 
  • Ombro; 

 

Faça seu exame de ressonância magnética com qualidade e tecnologia de ponta da Sanclin. Os melhores equipamentos e equipe técnica especializada da região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.